08/03/2021 às 10h07min - Atualizada em 08/03/2021 às 10h07min

Naviraí – Médico é flagrado em festa clandestina

TaNaMidiaNaviraí
 

Uma força tarefa com equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Militar Ambiental e da Vigilância Sanitária de Naviraí, que estão trabalhando no cumprimento do decreto municipal 047/2021 com medidas temporárias de combate ao contágio do (Covid-19), encerrou na noite de sábado (06), uma festa clandestina que acontecia em uma chácara da cidade que é usada para locação e realização de festas.

Segundo informações, por volta das 22h30m, após uma denúncia anônima, as equipes policiais com a Vigilância Sanitária foram até a referida chácara localizada, próximo do terminal rodoviário, aonde ao chegaram a ir constatado que haviam algumas pessoas (cerca de 08 ou10) no local jogando sinuca e consumindo bebidas alcoólicas e sem qualquer medida preventiva de segurança, infringindo assim medidas sanitárias preventivas previstas no decreto Municipal.

Foi então feito contato com o responsável pelo local e lhe informado que se tratava de flagrante descumprimento das medidas preventivas estipuladas por lei. 

Durante a abordagem de identificação das pessoas presentes no local, um homem se negou a apresentar seu documento de identificação aos policiais. Ele então foi informado de que se não apresentasse seus documentos pessoais ira ter que ser conduzido para o 1ª DP (Delegacia de Polícia Civil).

Segundo informações, o homem teria ficado nervoso, porém após ligar para o seu advogado, ele apresentou seus documentos, sendo então constatado que se tratava de um médico de 26 anos, que não teve o nome nem o seu local de trabalho revelado pela Polícia. Foi apurado que não houve ameaça a aos policiais militares, por parte do médico, como havia noticiado anteriormente a reportagem.

Todas as pessoas que participavam da festa foram notificadas sendo arbitrada uma multa R$ 5.000,00 para organizador do evento. Os envolvidos não foram encaminhados para o 1ª DP, para evitar aglomeração de possas na Delegacia. Após a constatação do termo de infração sanitária, todos foram liberados.

Entre o sábado (06) até a manhã de domingo (07), a Polícia Militar de Naviraí lavrou 08 boletins de ocorrência com 36  autores de infração de medida sanitária preventiva.

Entre os itens do decreto tem o parágrafo 4º do Artigo 15 que diz que “das 20h01 de sexta-feira até ás 4hh59 de segunda-feira, fica estabelecido o confinamento domiciliar obrigatório em todo o território do município, ficando determinadamente proibida a circulação de pessoas nas ruas, exceto quando necessário ao acesso de serviços essenciais, como assistência a saúde, compra de remédios e alimentos ou acesso a órgãos de segurança pública.

O decreto 047/201 tem validade até o dia 15 de março, mas funcionam com mais rigor aos finais de semana, sendo que o horário do comércio, de segunda a sexta-feira é normal e toque de recolher a partir das 20 horas em todo município.

A reportagem do TaNaMidiaNaviraí, durante o sábado (06), percorreu por várias ruas do centro e bairros da Naviraí e o que se viu foram varias pessoas curtindo normalmente como se fosse um feriado qualquer.

Muitas pessoas fizeram suas caminhadas, sendo muitas delas sem mesmo fazer o uso de máscaras, outras foram correr, andar de bike, muitos veículos circulando pelas ruas e muita gente se aglomerando principalmente em mercados, que durante todo o dia que funcionou com um movimento intenso.

Comerciantes que tiveram que fechar os seus comércios, pois não estavam classificados como serviços essências ficaram revoltados. “Dia 06, começo de mês, época que a gente tem de faturar pois muita gente já recebeu pagamento, temos que ficar de portas fechadas, e ainda vamos ter que ficar mais um final, desse jeito como vamos fazer para pagar empregados, fornecedores, água, luz e outros tantos impostos, sem conseguir gerar receita” disse um comerciante que pediu para não ser identificado.

Outro comerciante proprietário de um restaurante teve que pedir para seus clientes que foram comprar marmitex esperar do lado de fora, pois segundo o decreto ele não poderia ter ninguém dentro do comércio e só poderia atender pelo delivery, porém em um supermercado da cidade, o cliente podia fazer a sua própria marmitex se servindo diretamente no buffe. Esse fato foi comunicado a vigilância sanitária que compareceu no supermercado e fez suspender a venda de marmitex no local.

Durante coletiva de imprensa na quinta-feira (04), quando foi anunciado o novo decreto, a Prefeita Rhaiza Matos disse que havia recebido recomendação do Governo do Estado para a implantação de lockdown por 14 (quatorze) dias em Naviraí, todavia, entendo que havia uma última oportunidade de minimizar as restrições, ela optou por reforçar a fiscalização com policiamento, no qual não haverá tolerância.

Rhaiza Matos também informou sobre a criação de barreiras sanitárias em todas as saídas do Município. “O decreto está editado, o Código Penal é rigoroso, em síntese, há mecanismos de punição e estes, infelizmente, caso necessários, serão utilizados. As multas também foram revistas, arbitradas em R$ 500,00 (quinhentos reais) para pessoas físicas, R$ 1.000,00 (um mil reais).

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco
FALE COM A EQUIPE NAVIRAÍ NA NET
Envie sua sugestão, reclamação e denúncia.