22/02/2021 às 11h49min - Atualizada em 22/02/2021 às 11h49min

Naviraí - Equipe do governo municipal anuncia possibilidade de Lockdown

Portal do Conesul
Foto: José Luiz Bressa
Em entrevista concedida à Rádio Karandá FM na manhã desta segunda-feira (22), a equipe da prefeita Rhaiza Matos informou a população de Naviraí sobre a situação em que o município se encontra perante a pandemia da Covid-19.

Fizeram uso da fala durante o comunicado o gerente de finanças, Josemar Tomazelli, que agora assume também a gerência de saúde do município, a chefe de gabinete da prefeita, Priscilla de Oliveira da Silva, a diretora do Hospital Municipal de Naviraí, Patrícia Ribeiro, a coordenadora do setor de enfermagem do Hospital Municipal, Leila Daniela, a coordenadora de vigilância epidemiológica de Naviraí, Danila Queiroz e o procurador geral do município, Paulo Roberto Jacomeli Pereira. A prefeita Rhaiza Matos não pôde estar presente por motivo de viagem realizada à Campo Grande para se reunir com o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende.

O gerente de finanças do município, e responsável pela pasta da saúde na gerência municipal, Josemar Tomazelli, relatou durante a entrevista a competência dos profissionais de saúde de Naviraí, destacando a equipe médica e hospitalar de Naviraí como sendo uma das melhores do estado de Mato Grosso do Sul. Não obstante, Tomazelli informa que Naviraí ultrapassou a média móvel de 10 óbitos mensais, chegando à alcançar a marca de 12 óbitos somente no mês de fevereiro. O responsável pela gerência de saúde ressalta que a audiência realizada entre a prefeita Rhaiza Matos e o secretário de Saúde do estado, têm como objetivo apelar para uma intervenção do governo estadual no município, a princípio solicitando um maior número de leitos para a cidade, que já se encontra em estado de esgotamento dos leitos hospitalares. Tomazelli destacou, que enquanto o restante do estado diminui o número de casos da Covid-19, Naviraí vêm aumentando esses números, devido a isso, medidas mais drásticas terão de ser tomadas, “se essas medidas não forem tomadas pela administração municipal serão tomadas via intervenção do governo do estado.” Salientou o gerente de finanças. Tomazelli finalizou dizendo que não adianta nada preservar o comércio e as indústrias enquanto as pessoas continuam morrendo em Naviraí.

A chefe de gabinete, Priscilla de Oliveira, que esteve representando a prefeita Rhaiza Matos, devido a sua ausência, comunicou que uma das medidas que já estão sendo tomadas pela administração municipal é o aumento policiamento e fiscalização do toque de recolher, a fim de evitar aglomerações e descumprimentos do Decreto Municipal 37/2021, que dispõe das medidas de combate e prevenção à Covid-19. A chefe de gabinete também disse que a prefeitura pretende se espelhar nas ações de outros municípios, que conseguiram diminuir o número de casos da doença. Priscilla de Oliveira inteirou que a posição da prefeita Rhaiza Matos, mesmo preocupada com a situação econômica do município, também é propensa às medidas mais restritivas, visto que as providências tomadas até agora se mostraram ineficazes.

A diretora do Hospital Municipal de Naviraí, Patrícia Ribeiro, disse que a situação no Hospital Municipal é insustentável, segundo ela, todos os leitos do Hospital se encontram ocupados, mesmo com os remanejamentos feitos, como o uso da recepção do hospital e o fechamento do posto do varjão para que sirva de sala de atendimento exclusivo à Covid-19. “Há pessoas pelos corredores, e pessoas que aguardam para serem internadas.” Salientou a diretora do Hospital Municipal de Naviraí. De acordo com Patrícia Ribeiro, há pelo menos 10 pessoas que não conseguiram ser internadas ainda e aguardam a liberação de leitos ou transferência para outra cidade.

Leila Daniela, chefe de enfermagem do Hospital Municipal de Naviraí, declarou que a equipe média se encontra extremamente sobrecarregada neste momento. Devido ao grande aumento no número de casos nos últimos dias, o Hospital Municipal está contratando mais técnicos de enfermagem para auxiliar a equipe que se encontra esgotada. Uma outra informação trazida pela chefe de enfermagem, é sobre a mudança no comportamento da doença desde o início da pandemia até agora, de acordo com Leila, no início a doença atacava principalmente pessoas idosas ou portadoras de comorbidades, porém agora há muitos pacientes jovens sofrendo com sintomas graves da Covid-19, como a dispneia (dificuldade para respirar), demora para se recuperar, levando de 20 a 30 dias, o que influencia grandemente na oferta de leitos para internação, e até mesmo um aumento no número de óbitos dessa faixa etária. A chefe de enfermagem do Hospital garantiu que caso a população não se conscientize e o número de casos continuar aumentando a saúde do município sofrerá um colapso.

Danila Queiroz, coordenadora de vigilância epidemiológica de Naviraí, cita a dificuldade na obtenção dos dados para a composição do boletim epidemiológico devido ao grande aumento no número de casos. A coordenadora de vigilância epidemiológica alerta que o momento para a realização de confraternizações, festas e outros tipos de aglomeração. “Há casos de famílias inteiras internadas por conta da Covid-19”, adverte Danila Queiroz. A coordenadora relembra a população que com o aumento do número de casos sobe também o número de internações e consequentemente o número de óbitos pela doença.

Por fim, o procurador geral do município, Paulo Roberto Jacomeli Pereira, anunciou que se o número de casos não diminuir a única alternativa para a administração municipal será fechar a cidade, o chamado lockdown. O procurador geral exemplificou que se alguém contrair a Covid-19 hoje, não terá onde ficar em Naviraí, devido a seriedade da situação atual. Paulo Roberto, assim como Josemar Tomazelli, indicou que se o município não tomar essa medida por decisão própria, o governo do estado determinará o fechamento da cidade.

A medida impopular deve ser tomada antes do dia 11 do próximo mês, quando vence o decreto 37/2021. A equipe do governo municipal comunica que a situação já fugiu do controle da administração municipal, e apela para todos os órgãos do estado por ajuda. O principal apelo vai para a população para que cumpram as medias estabelecidas no decreto, evitando assim, mais mortes e mais prejuízos para a cidade de Naviraí.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco
FALE COM A EQUIPE NAVIRAÍ NA NET
Envie sua sugestão, reclamação e denúncia.