10/02/2021 às 09h34min - Atualizada em 10/02/2021 às 09h34min

Mãe morre após saber que filho morreu de Covid-19

Segundo a família, Irapuã Francisco, de 44 anos, sentiu febre e procurou atendimento médico, mas, ao saber que precisava ser entubado, ficou com medo e decidiu ir para casa. Dias depois, conforme parentes, voltou à unidade de saúde com falta de ar e morreu.

G1.GLOBO
Maria Eustáquia morreu ao saber que o filho Irapuã Francisco morreu de covid-19 em Ceres, Goiás — Foto: Arquivo Pessoal/Família
A aposentada Maria Eustáquia da Silva, de 69 anos, sofreu um infarto e morreu ao receber a notícia que um filho morreu de complicações da Covid-19, na segunda-feira (8), em Ceres, na região central do estado, segundo contou ao G1 um parente que preferiu não se identificar.

O familiar disse que o motorista Irapuã Francisco da Silva, de 44 anos, foi diagnosticado com coronavírus uma semana antes de morrer, mas não quis ficar internado por não querer ser entubado. Ao sentir falta de ar, voltou a procurar a unidade de saúde, na segunda-feira, mas já estava em estado grave e morreu, conforme relatou o parente.

De acordo com o familiar, a aposentada estava em casa aguardando notícias do filho quando recebeu a notícia da morte e passou mal.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para socorrer a aposentada em casa. Segundo a equipe que a atendeu, a vítima estava em parada cardiorrespiratória e foi aplicado o protocolo de reanimação cardiopulmonar (RCP). Ela foi levada a um hospital, onde morreu.

O hospital em que eles foram levados confirmou as mortes ao G1, mas informou que não divulga detalhes de atendimentos médicos e de pacientes.

Sintomas

Irapuã sentiu febre no início deste mês e procurou ajuda médica. Em um hospital, ele recebeu o resultado positivo de coronavírus e uma tomografia revelou 75% de comprometimento dos pulmões, segundo relato do familiar.

O parente conta que Irapuã precisava ser entubado no hospital diante do quadro, mas preferiu voltar para casa e assinou um termo de responsabilidade no local.

Dias depois, Irapuã sentiu falta de ar e procurou novamente a unidade hospitalar. A entubação era inevitável, segundo o parente, mas o homem relutou até os últimos momentos de vida no hospital e morreu.

Os corpos de Irapuã Francisco da Silva e da mãe foram enterrados nesta terça-feira (9), em Ceres, conforme a informação da família.

Em Ceres, foi identificada uma nova variante do coronavírus em uma moradora, na segunda-feira. O Instituto Adolfo Lutz analisou amostra e detectou que se trata da cepa chamada de P2, diferente da encontrada na primeira contaminação em Goiás.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco
FALE COM A EQUIPE NAVIRAÍ NA NET
Envie sua sugestão, reclamação e denúncia.