05/02/2021 às 08h44min - Atualizada em 05/02/2021 às 08h44min

Homem leva socos por não usar máscara em posto de saúde

Disse que tem atestado médico que possui alergia a máscara

MidiaMax
Um homem de 39 anos procurou a delegacia de polícia de Campo Grande, nesta quinta-feira (4) depois de ser agredido a socos por um desconhecido no posto de saúde do bairro Residencial Parque Azaléia. A agressão seria pela falta do uso da máscara contra o coronavírus.

Na delegacia, ele disse que tinha ido ao posto de saúde junto d sua esposa quando teve uma discussão com a gerente da unidade por que ele não estava usando máscara. O homem afirmou que tentou explicar que tinha um atestado médico onde o dispensava do uso da máscara já que ele tinha alergia. Ainda de acordo com o registro policial, quando saiu da unidade foi agredido com socos no rosto.

O agressor seria um desconhecido que estava em um Volkswagen Bora. A vítima ainda contou que o agressor estava com uma algema nas mãos e quando resolveu chamar a polícia, ele sumiu.

Em nota, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que está acompanhando o caso, e que a guarda civil metropolitana chegou a ser acionada, mas o homem havia ido embora do local antes da chegada dos agentes. Ainda foi registrado um boletim de ocorrência pela gerente do posto de saúde, onde diz que o paciente não foi maltratado e foi orientado em relação ao uso da máscara. Ainda é relatado na ocorrência que o homem teria “ofendido a equipe exigindo um direito que não possui, pois o bem coletivo está acima do bem individual”

A nota

A Sesau está ciente e acompanhando este caso. A informação é de que realmente o paciente foi buscar atendimento na unidade durante a tarde sem o uso de máscara e ao ser questionado por uma servidora passou a agredir verbalmente a equipe, sob argumento de que ele não precisava fazer o uso do ítem de proteção, contrariando o decreto municipal que determina a obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos públicos do município. Uma pessoa que estava na unidade teria se incomodado com a situação e se dirigiu em direção do rapaz o questionando sobre a sua atitude, momento em que ele teria se alterado mais uma vez tendo o mesmo revidado com um soco para o afastar. A Guarda Cívil Metropolitana (GCM) chegou a ser acionada, mas o usuário já havia se retirado da unidade. A gerente compareceu à delegacia para registrar boletim de ocorrência sobre a situação. Cabe esclarecer que as unidades de saúde são locais que recebem centenas de pacientes com as mais variadas patologias e, diante de uma pandemia de uma doença respiratória e altamente transmissível, é necessário cumprir todas as regras estipuladas, do contrário pode ocorrer riscos à saúde coletiva.

Coronavírus

Campo Grande tem 1.316 mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia segundo boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgado na noite desta quinta-feira (4).

Ao todo, ainda segundo a Sesau, são 1.316 mortes causadas pelo coronavírus na Capital desde o início da pandemia, com 69.447 casos confirmados. Destes, 359 estão em isolamento domiciliar, 210 em internação e 67.562 já se recuperaram da doença. Dos internados, 109  estão em leitos clínicos e 101 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco
FALE COM A EQUIPE NAVIRAÍ NA NET
Envie sua sugestão, reclamação e denúncia.