MENU

29/11/2019 às 09h31min - Atualizada em 29/11/2019 às 09h31min

Comandante do 12º BPM em Naviraí fala da parceria no combate a violência contra a mulher

Assessoria de Comunicação
A Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher, cuja titular é a senhora Mariony Macedo, vem desenvolvendo desde segunda-feira, dia 25 de novembro, a campanha de não violência contra a mulher, denominada de “16 dias de ativismo”, com a finalidade de levar uma maior conscientização junto às mulheres naviraienses sobre esse tema tão repugnante pela maioria da população.

Em Naviraí, segundo Mariony Macedo, está sendo muito importante a participação da Polícia Militar nessa campanha, já que eles possuem o Promuse (Programa Mulher Segura) dando suporte nesta campanha em nossa cidade.

Segundo o Tenente Coronel Wesley Freitas Araújo, comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar sediado em Naviraí, “nós sempre assumimos parcerias com outras instituições e entidades, já que no seu trabalho diário desenvolvido, nós temos implantado o Programa Mulher Segura (Promuse) e agora em parceria com a Coordenadoria, estamos apoiando essa campanha de ativismo”, explicou o Tenente Coronel, acrescentando que sob seu comando existe policiais mulheres não só aqui mas em outras localidades, que estão à frente com esse dinamismo da Mulher Segura”, ressaltou o comandante.

Para o Tenente Coronel Wesley, “qualquer mulher vítima de violência doméstica gostaria sim, de ter atendimento prestado por uma mulher e nós temos feito isso no programa Mulher Segura. O telefone 190 é o mais conhecido do Brasil a vítima e as pessoas que ver vizinhos, ou familiares que nos liguem e nós mandamos uma equipe técnica do programa Mulher Segura para avaliar toda a circunstância dessa família atendida por nós. Não só a segurança, que é o papel principal do Mulher Segura, mas também outras questões que envolvem as causas da violência doméstica”, salientou ele.

TOMAR CIÊNCIA

Para o comandante da PM em Naviraí, “eu vejo que muitas leis no País não pegaram. Elas foram promulgadas e a sociedade nem tomou conhecimento, mas a Lei Maria da Penha sim, essa pegou. Essa é uma lei que realmente veio para auxiliar no combate à violência doméstica”, garantiu o Tenente Coronel.

Segundo ele, “uma das questões mais interessantes é que as mulheres tomem ciência do que é a violência doméstica. Nesses 16 dias de ativismo nós estamos propagando, mostrando a sociedade e as comunidades locais o que é a violência doméstica. Muitas vezes a senhora violentada ali pessoalmente e ela não percebe que está sofrendo violência doméstica. A pessoa tem que ter conhecimento e nós vamos fazer também esse papel”, esclareceu o comandante do 12º BPM.

CIDADE TRANQUILA E PACIFICADA

Na opinião do Tenente Coronel Wesley, a cidade de Naviraí é tranquila e pacificada. “Quando cheguei aqui em parceria com a Polícia Civil desenvolvemos um trabalho para realizar várias prisões de criminosos contra o patrimônio. Os nossos números melhoraram bastante”, comentou.

Ao encerrar sua entrevista, o Tenente Coronel Wesley disse que “a Polícia Militar está constantemente capacitando os seus policiais. Toda lei nova é repassada a eles e toda a renovação ou alteração de leis a Polícia Militar tem ciência e ela se adequa as mudanças”, concluiu ele.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale conosco
FALE COM A EQUIPE NAVIRAÍ NA NET
Envie sua sugestão, reclamação e denúncia.