19/10/2017 às 14h54min - Atualizada em 24/10/2017 às 06h06min

Duplex ou inverse: qual geladeira comprar?

Você já chegou na cozinha da casa de algum conhecido e se deparou com uma geladeira com a porta de cima bem maior do que a porta de baixo? A geladeira inverse chama muita atenção pelo seu design invertido, com a geladeira na parte de cima e o freezer na parte de baixo. Mas será que o modelo é diferente apenas pelo design diferenciado? Tem alguma vantagem escolher esse modelo? Veja a seguir algumas dicas para escolher a sua próxima geladeira:

Mais comum na cozinha dos brasileiros, a geladeira duplex é aquele modelo tradicional de duas portas, sendo a menor na parte de cima, onde fica o freezer, e a maior na parte de baixo, onde fica o refrigerador.

Esse tem sido o modelo mais comum, pois atende bem à necessidade de armazenamento de alimentos, com as duas opções de refrigeração. Além disso, não necessita de tanto espaço na cozinha, como os modelos side by side (congelador e geladeira lado a lado), e custa menos que os modelos inverse.

É ideal para quem mora sozinho ou casal, com ou sem filhos, que cozinha frequentemente e precisa de bom armazenamento para alimentos variados e congelados.

Com estilo mais moderno, a geladeira inverse oferece muito mais praticidade, pois os alimentos e produtos que você consome com mais frequência ficam facilmente ao alcance das suas mãos.

Em geral, esses modelos também dispõem de mais recursos do que o refrigerador duplex, como monitoramento de validade dos produtos, lista de compra e sistema de refrigeração que faz o ar frio se movimentar igualmente por todo o ambiente. Ou seja, ao comprar uma geladeira invertida, você está levando, além da praticidade, alta capacidade de armazenamento e alta tecnologia para a sua cozinha.

Outra importante diferença entre esses modelos de geladeira é a função Frost Free (que não necessita de descongelamento). Enquanto alguns modelos duplex não oferecem essa tecnologia, nos modelos inverse ela é padrão.

 

Mas como escolher o modelo ideal para mim?

 

A principal dica para tomar essa decisão é levar em consideração dois pontos fundamentais: as pessoas que moram na sua casa e o seu dia a dia.

  • Famílias com crianças que pegam alimentos na geladeira sem supervisão devem optar pelo modelo duplex, já que, no inverse, a porta da geladeira é mais alta e eles podem ter dificuldade de alcançar.

  • Entretanto, o modelo invertido é ideal para idosos, por facilitar o alcance dos alimentos, sem precisar se abaixar.

  • Modelos inverse possuem capacidade maior, então, não são indicados para quem mora sozinho ou para famílias que não cozinham com frequência.

  • Por oferecer alta tecnologia, uma geladeira invertida tem um custo mais elevado que os modelos duplex.

E o mais importante: fique atento ao Selo Procel e dê preferência aos eletrodomésticos com selo A, que economizam mais energia.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
anigif2d75e2.gif anigif.gifgif.gifanunciearroba.gif